5 erros que atrapalham o planejamento de compras!


O planejamento de compras, enquanto recurso estratégico, deve ser tratado com a seriedade que merece. Empresas competitivas reconhecem o valor da tarefa — e do departamento de compras que a executa — e costumam extrair resultados bastante positivos.

Se você busca informações consistentes sobre o processo e deseja lapidá-lo em sua rotina corporativa, encontrou o conteúdo certo. No texto, você conhecerá quais são os principais erros que prejudicam a rotina do planejamento de compras.

Boa leitura!

1. Seleção de fornecedores não qualificados

Os fornecedores são importantes peças para o sucesso do negócio. É preciso que haja confiança no relacionamento e segurança na parceria, efetivando uma troca que resulte em benefícios e crescimento mútuos.

Na seleção de fornecedores, portanto, certifique-se de analisar com critério e coerência quais são os atributos que formam os melhores parceiros para o seu negócio.

Vale destinar um tempo para conhecer e qualificar as empresas que farão parte de seus processos e contribuirão para que sua operação se desenvolva, prosperando cada vez mais.

2. Solicitação de quantidades inadequadas

Uma vez escolhidos os fornecedores mais adequados, é hora de efetivar os pedidos de compra. Nessa etapa, o planejamento da área viabiliza as ordens e permite que as quantidades corretas sejam adquiridas.

Quando a rotina é mal executada, é comum haver erros relacionados à compra dos itens. Por exemplo: altos volumes, quando desnecessários, incorrem em aumento dos custos operacionais de estoque e podem gerar desperdícios.

3. Deficiência no controle de estoques

A gestão de estoques é, sem dúvida, uma das operações mais críticas do negócio — e qualquer falha na administração da área pode gerar grandes perdas financeiras. Assegure-se de eliminar os desvios no estoque!

Para evitar transtornos e prejuízos, portanto, é fundamental que qualquer deficiência no controle da armazenagem seja prontamente eliminada. Invista em fluxos transparentes de trabalho e aposte na tecnologia para minimizar o retrabalho.

4. Elevada burocracia na aprovação de pedidos

Ao identificar uma demanda de ressuprimento, a equipe de compras deve acionar o fornecedor e negociar a aquisição dos itens em baixa, buscando a melhor alternativa para atender à demanda.

Uma vez definidos os parâmetros da compra, porém, é importante que a burocracia interna não afete negativamente a roteirização de pedidos e de entregas.

Muito embora seja preciso dispor de regras que norteiem o processo de compras, é igualmente decisivo garantir que os detalhes da transação não sejam desnecessariamente complexos, dificultando a conclusão do processo.

5. Ausência de indicadores e/ou falta de acompanhamento

Os indicadores de desempenho, também conhecidos por KPIs (Key Performance Indicators), são ferramentas essenciais para permitir uma gestão enxuta, orgânica e sinérgica.

No que tange ao planejamento de compras, a ausência de métricas consistentes prejudica a performance do departamento — que tem responsabilidade sobre os insumos necessários, que impactam diretamente nas demais áreas — e da empresa como um todo.

A ausência de controle permite que falhas sejam perpetuadas e que baixas entregas não sejam corrigidas. Jamais negligencie os balanços e os relatórios do setor!

Considerando que uma empresa é formada por diversas áreas interdependentes, é importante manter a integração e buscar a maximização de performances.

Dessa forma, não seria incorreto dizer que o planejamento de compras envolve uma série de etapas que devem ser executadas de forma crítica e transparente. Corrija os desvios e alavanque seus resultados!

Para continuar aprendendo, não deixe de conhecer as 5 habilidades que todo profissional de compras precisa ter. Aproveite para gerar insights e maximizar seu desempenho. Sucesso e até a próxima!

Categoria: » Compras
Tags: